Santo-Tributo-recuperacao-de-creditos-tributarios

Como usar a recuperação de créditos tributários para sair da crise

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on tumblr
Share on reddit
Share on telegram

A recuperação de créditos tributários se tornou mais que um benefício, mas uma necessidade para o empreendedor que precisa voltar a investir e não tem dinheiro o suficiente no caixa. Aqui, vamos te passar 5 dicas de como usar esse dinheiro recuperado!

Antes de te passar todas as dicas: você já sabe o que é recuperação de créditos tributários? É uma forma de conseguir recuperar para a sua empresa os impostos, contribuições e taxas pagos ao governo indevidamente.

Esses valores indevidos pagos ao governo acontecem por conta de várias leis tributárias estabelecidas.

Em determinado momento, elas convergem com princípios tributários básicos e acabam cobrando da sua empresa mais de uma vez

Um exemplo é o regime monofásico em farmácias e autopeças, que obriga a indústria ou importadora a recolher o tributo de toda a cadeia comercial na hora da venda. O problema é que, mesmo assim, os empreendedores pagam esses valores de novo.

Fazer a recuperação de créditos tributários em um regime monofásico, por exemplo, pode economizar 15% da carga tributária. Para ter ideia, devolvemos R$ 5 milhões aos nossos clientes com tributos. 

Okay, já sabemos que o primeiro passo é a recuperação de tributos, mas o que fazer para sair da crise com o dinheiro que vai voltar para o seu caixa depois disso? Veja agora!

 

Recuperação de créditos tributários: 3 dicas para impulsionar seu negócio HOJE!

1 – Analise os motivos da sua crise financeira

Antes de sair por aí investindo seu dinheiro no que você acha que é necessário, pare, respire e identifique quais são as reais causas da sua crise financeira empresarial.

Conhece a frase “cortar o mal pela raiz”? É exatamente o que você precisa fazer, já que não adianta ter dinheiro e investir mal; se sua empresa tem uma fonte de desperdício em algum processo inadequado, por exemplo, você pode continuar investindo e perdendo dinheiro.

Então, para não cair no mesmo problema da jarra sem fundo, que desperdiça tudo que é colocado dentro, você precisa analisar os relatórios e ver qual a situação da sua empresa atualmente.

Para quem usa um sistema de gestão (recomendamos, inclusive), esse processo é mais fácil. Mas se você ainda não consegue investir nisso, use a planilha para descobrir em qual parte você mais está gastando seu dinheiro e não vê retorno.

Alguns dos motivos mais comuns para a crise financeira de uma empresa são:

1 – Faturamento baixo

2 – Falta recursos para resolver os compromissos financeiros

3 – Dificuldade para aumentar ou manter o prazo de pagamento com os fornecedores

4 – Os indicadores estão diminuindo drasticamente

5 – As metas não estão sendo atingidas

Veja qual deles você está investindo maior esforço, tempo e dinheiro e não tem o retorno necessário. Agora, você precisa ir ao próximo passo!

 

2 – Não reclame, resolva

Avaliar as alternativas para resolver todos os problemas financeiros em vez de reclamar precisa ser a primeira atitude do gestor – o problema é que muitos têm dificuldade com isso.

Vamos supor que você tem uma equipe de vendas e identificou que os vendedores não estão batendo a meta (e alguns deles estão longe de se esforçar pra isso). O que você faria?

Alguns diriam que tirar satisfação seria a melhor escolha. Outros já demitiriam para servir de exemplo. Nós te damos uma alternativa: abra o jogo com sua equipe, mostre por que essa dificuldade impacta a todos e peça sugestões.

Não adianta usar a recuperação de créditos tributários para tentar crescer e você mesmo se sabotar. Então:

1 – Anote suas reclamações e quais as principais dificuldades de crescer hoje.

2 – Procure uma solução por vez para cada problema e peça ajuda à sua equipe para isso.

Temos certeza que esse princípio vai te ajudar a enxergar de forma mais ampla e vai te dar um direcionamento do que fazer daqui pra frente.

 

3 – Planeje seu financeiro e o ajuste

Antes de mais nada: você precisa de um contador. Você já tem? Ótimo, conte com ele pra esse passo. Você não tem? Então, contrate um com urgência.

Seja uma grande empresa ou um MEI que acabou de começar, não há como crescer sem um controle contábil eficiente.

Com a ajuda de um profissional da contabilidade, você consegue:

1 – Focar seu tempo e energia no seu negócio (equipe, vendas e gestão)

2 – Ter um apoio para estipular metas, rever condições de compra e ter noção maior de onde investir.

Apenas com um bom planejamento financeiro você consegue expandir e escalar seus negócios, sem medo de estar indo pelo caminho errado.

 

[DICA EXTRA] Invista em clientes antigos e economize 7x

Você sabia que investir em um cliente novo é 7x mais caro do que em um antigo? Antes de pegar seu dinheiro da recuperação de créditos tributários e usar para o marketing e para conquistar novos consumidores, se lembre dessa estatística.

Isso significa que você precisa esquecer novos clientes? Absolutamente não. Mas significa que vender para alguém que já conhece seu produto e sabe da qualidade custa 7x menos e pode ser a melhor opção por agora.

Então, garanta uma boa pós-venda e entregue mais do que seu cliente pediu. Essa é a melhor maneira de conquistá-lo e fazer sua empresa crescer.

95% das empresas erram ao pagar tributos: você faz parte dessa estatística?

Se sim, precisa urgentemente da recuperação de créditos tributários. É possível recuperar valores de até 5 anos pagos indevidamente ao governo.

Você acha que não tem direito? 76% das empresas do Simples Nacional (como ME e EPP) têm créditos tributários no Brasil.

Para saber se você faz parte delas e usar a recuperação de créditos tributários para ter dinheiro o suficiente no caixa capaz de alavancar seu negócio, fale com nosso especialista

 

Postado por Santo Tributo

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on tumblr
Share on reddit
Share on telegram

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entre em Contato

Regime Tributário

Sua Empresa é: